As prostitutas Sagradas

 

As prostitutas Sagradas: De Deusas da cura e transformação a perdidas, imundas e demoníacas.

Literalmente como conhecemos o velho ditado do Céu ao Inferno.

Vamos dar um breve passeio pela história e

tentar entender como surgiu ou quando começou prostituição.

Pesquisamos bastante desde os primeiros registros de prostitutas sagradas até os dias de hoje.

E Fizemos esse pequeno resumo.

Para que você também entenda 

Como que as profissionais eram tão exaltadas pela sociedade e 

depois foram se transformando em atividades/identidades moralmente condenadas.

Ao iniciarmos a busca pela história da prostituição, 

ficamos  completamente curiosos ao descobrir que prostituir-se eram atos sagrados.

Como eram as Prostitutas Sagradas?

 Eram como se fossem nos tempos de hoje devotas das Deusas, Deusas essas que em trocas de sacrifícios sexuais em seus templos sagrados, suas súditas oferecem sexo para exalta-las que troca vão oferecer os “milagres” de um casamento e  fertilidade para construir uma  família.

     Como assim?  Confessamos que também nunca tivemos essa  curiosidade sobre o assunto, prostituição era prostituição e ponto. Já até já ouvimos falar da prostituição da Bíblia Sagrada, mas vamos falar de um período muito antes de Cristo onde já existia a profissão que no caso nem era considerada profissão ainda. 

Eu nunca tinha ouvido nada próximo disso e essa curiosidade me provocou e me faz querer ler mais e mais sobre o assunto. Vamos voltar ao tempo?

Na famosa era do gelo ( como conhecida por arqueólogos) por volta de 40.000 a 10.000 a.c. foram descobertos muitas estátuas femininas conhecidas como Vênus ou Estatuetas de Vênus, mais popularmente conhecidas por Deusa Mãe.

Muitos especialistas ao durável século XX, acreditavam que esses hábitos do ritual sagrado eram frequentes no mundo antigo. Indicadores  reconhecidos foram identificados nos últimos 30 anos no Antigo Oriente Médio Próximo e na antiguidade clássica reúne cada vez mais questionamentos.

Estudiosos como Robert A.Oden, Stephanie Lynn Budin e outros contestaram se prostituição sagrada, onde contrapõem se homens e mulheres tinham lucro em troca de sexo para os templos, e argumentam que esse olhar tradicional seja apenas mais uma idealização de pensamento ocidental europeu do século XIX.

Prostituição sagrada ou prostituição religiosa são termos gerais para um ritual que consiste em relações sexuais ou outras atividades sexuais realizadas no contexto de um culto religioso, também como uma forma de rito de fertilidade ou casamento divino. Alguns estudiosos preferem o termo sexo sagrado à prostituição sagrada nos casos em que o pagamento por serviços não acontece de forma de moeda.

Prostitutas existiam na Antiguidade e, em culturas como Babilônia e Grécia, suas práticas eram tratadas com naturalidade. O corpo era parte importante dentro da sacralidade”, explica. Prostitutas viviam em templos Janaina de Fátima Zdebskyi, mestra e doutoranda em história pela Universidade Federal de Santa Catarina, comenta que há evidências de práticas sexuais em templos ou em contextos ritualísticos, envolvendo diversas classes ou tipos de sacerdotisas, que serviam a diferentes deuses do panteão e se entregavam em troca de pagamentos. 

 

Quem é Deusa-Mãe ou Mãe-Deusa?

Deusa Mãe Terra é a que gera a vida, o conhecimento, a produtividade, ao universo, ao meio ambiente. Remete a abundante personificação da terra da humanidade.

A mais conhecida das Deusa tem seios bem fartos, coxas grossas, quadril largo. Seriam elas as nossas acompanhantes atuais conhecidas como BBW?

( Clique aqui e saiba mais sobre acompanhantes rj BBW ou Plus Size )

As Deusas da Prostituição

  1.  Estatueta de Vênus Tan Tan – Apesar de muitas dúvidas e discussões entre estudiosos do assunto. É possível que essa primeira estatueta tenha de 200 a 300 anos e alguns dizem que é possível 400 mil anos de idade, encontrada em 2006 no Marrocos. A coloquei em destaque pois mesmo não sendo a mais conhecida é de longe a mais antiga das estatuetas de Vênus
  2. Vênus de Willendorf, Uma deusa, muito associada a mãe terra, é representada como uma mãe geradora de vidas, da fertilidade, da natureza e das águas e resulta em uma estrutura teológica de muitas outras Deusas  de onde surgiu a prostituição sagrada.

Para Prostituição Sagrada qual a importância do Período Matriarcal e Patriarcal?

Período Patriarcal é o oposto do Período Matriarcal e vice-versa. 

O movimento patriarcal hoje se manifesta e na organização social, legal, político e econômico de uma gama diferente de culturas ou seja em vários países.

  •   Período Matriarcal: Pense na provável existência de uma sociedade onde homens e mulheres amam a natureza e ponto de declará-la em diversos seres divinos? Que não precise existir organização inflexível de autoridade, onde não existe nenhum tipo de preconceito, onde todos somos amados e respeitados com nossas respectivas diferenças. Acha possível para o nosso futuro? Espantem-se, é assim que muitos acreditam ter sido a realidade conhecida por alguns por período matriarcal.

A mulher como  líder da família, e a transmissão de bens, assim como do poder tribal, se faria através dos membros do sexo feminino do grupo, assim era em algumas culturas. Na dimensão religiosa, muitas vezes o matriarcado tem sido associado à adoração de divindades femininas da fertilidade e da maternidade.

Ou seja, as mulheres eram amadas, adoradas, enaltecidas, acolhidas, principalmente por serem geradoras da  vida e da fertilidade e assim em diversas culturas eram reconhecidas como Deusas.

  •  Período Patriarcal: É um modelo coletivo, onde no comando da família o homem adulto, o pai ( ou figura paterna ) mantém a liderança sobre mulheres e crianças e também onde os mesmos homens e adultos tem o poder primário e  em lideranças políticas, autoridade e privilégio moral e controle de bens.

 

As prostitutas sagradas faziam troca de escambos?

Entendemos que nos rituais ainda que as prostitutas recebessem moedas, as mesmas ficavam para uso do templo e ao mesmo tempo essa prostituição era uma maneira de agradar as suas respectivas Deusas que em troca lhe presenteavam com fertilidade e um bom casamento.

O que é escambo?

Uma prática antiga dos nossos ancestrais que realizam trocas sem que seja preciso o envolvimento de moedas ou objetos e sim essa troca é realizada com o excesso do que cada um tem a oferecer.

Cerimonial de Fertilidade

Rituais esses que  acontecem em homenagem a diversos tipos de deuses funcionais que segundo quem acredita, influenciam na reprodução, seja dos grãos de sementes, dos gados, da besta ou do homem.

De maneiras isoladas podem incluir o sacrifício de um animal é primordial, pois é oferecido na causa da fertilidade ou mesmo da criação.

Há evidências que o culto materno pré-histórico sob forma de rito de fertilidade está ligado ao sacrifício humano.

Muitos que praticavam esses rituais que reencenam  de forma real ou simbólica. Diz Sergio Feldman, doutor em história pela Universidade Federal do Paraná, perito em Antiguidade Tardia, Cristianismo e Judaísmo e professor na Universidade Federal do Espírito Santo.

Naquela época era normal usar o corpo como forma de se aproximar da espiritualidade para povos cristãos da Antiguidade.

Tentamos resumir o máximo possível sem perder a essência da história. O que achou? Se souber acrescente nos comentários mais detalhes da história ou compartilhe com alguém.
Até a próxima!